Carnaval de Salvador 2022 depende da vacinação com 1ª dose contra a Covid

Segundo o prefeito da capital baiana, a definição sobre a realização do evento será anunciada até o fim deste ano.

A realização do Carnaval de Salvador em 2022 está condicionada à imunização da população, com ao menos a primeira dose da vacina contra a Covid-19.

Em conversa com a imprensa nesta terça-feira (27/7), o prefeito de Salvador, Bruno Reis comunicou que para a confirmação do Carnaval no próximo ano, é necessário que, além da primeira etapa da imunização, a cidade tenha a certeza de que terão vacinas suficientes para a aplicação da segunda dose.

O gestor municipal ainda revelou que há expectativa de algum anúncio por parte da prefeitura apenas no final do ano.

“Nós temos um timing para a realização do carnaval, que é muito mais da indústria do carnaval do que da prefeitura. No ano passado, trabalhamos com o timing para novembro. Como ainda estamos em julho, chegando em agosto, se os números continuarem caindo, assim que eu chegar a 100% de imunização da população do público alvo com a primeira dose e tiver a garantia da aplicação da segunda dose ainda este ano, com a margem de segurança para a realização do carnaval, eu irei fazer os devidos anúncios”, disse o prefeito. 

Nas últimas semanas, as conversas sobre a realização do Carnaval de Salvador 2022 vêm ganhando ainda mais força.