Central de atendimento 3003-0876
| Iniciar sessão Central de ajuda
Home > Circuito Barra Ondina (Dodô)

Circuito Barra Ondina (Dodô)

“Te espero no Farol, pra ver o sol se pôr”.  Quem nunca esperou o seu bloco sair do Farol da Barra que atire a primeira pedra. São quatro quilômetros de muita alegria e folia do Farol até a praia de Ondina onde grandes estrelas da música desfilam e arrastam multidões por cerca de seis horas.

O circuito recebe esse nome em homenagem a Antônio Adolfo “Dodô” Nascimento que foi um dos inventores do trio elétrico e uma grande figura para a História do Carnaval de Salvador.

Existem diversas histórias que falam sobre o surgimento deste circuito, mas ninguém ainda sabe ao certo qual é a verídica. Uma delas conta o curioso caso do bloco Camaleão que passou por um grande vexame durante o Carnaval de 1979, onde o trio teve uma pane elétrica antes de colocar o bloco na rua. Por este motivo, os empresários preferiram fazer uma espécie de teste drive, alguns dias antes dos próximos carnavais para certificar que o trio funcionaria durante todo o carnaval. Este teste drive começou a ser feito da Ondina para Barra e com o tempo, começaram-se as aglomerações de farra desde esse pré-carnaval

Por muitos anos, o circuito Dôdo era assim da Ondina para a Barra, ao contrário do que é visto hoje. Segundo relatos do documento oficial que conta a história do Carnaval de Salvador, os primeiros blocos a passarem por lá foram o Camaleão, o Traz os Montes e o EVA, sempre com o objetivo de testar os equipamentos do trio antes de saírem oficialmente no Circuito do Campo Grande

Por fim, em 1992 começaram a se estruturar as programações do circuito que neste ano configura-se no sentido Barra – Ondina (igual aos dias de hoje), onde foi intitulado como oficial pela prefeitura de Salvador ganhando mais notoriedade e visibilidade para os produtores de blocos e camarotes. 

 

Mapa do circuito Barra - Ondina

*Fontes: CADENA, Nelson Varón. História do Carnaval da Bahia: 130 anos do Carnaval de Salvador. Salvador, 2014. Memória da gerente do Carnaval de Salvador da Prefeitura de Salvador, Merina Aragão. SALTUR.